Escola de São José se prepara para olimpíada com lançamento de foguete

0 0

A quadra de Educação Física da Emef Dosulina Chanque Chaves, no Altos de Santana, transformou-se num laboratório de Ciências na tarde desta terça-feira (18). Respeitando os cuidados da pandemia, alunos confeccionaram foguetes de materiais recicláveis como parte prática da participação na OBA 2021 (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica) e na Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG).

O grupo, com alunos dos anos finais (do 6º ao 8º ano), seguiu as orientações das professoras Alessandra Marins e Dina Du Volu Cyriaco Hatakeyama para a construção dos foguetes, que serão testados em um lançamento na próxima sexta-feira (21).

“A Ciência ajuda na forma de entendermos o mundo, por isso o estímulo nesta área é importante para a vida dos alunos. As olimpíadas são oportunidades de ir além, com assuntos que ampliam a visão deles”, explica a professora Alessandra.

Por meio de aulas práticas, vídeos e oficinas, os estudantes aprendem de forma lúdica conceitos essenciais de Matemática e Ciências e são incentivados a participar de olimpíadas e demais eventos científicos.

Experiência

Os irmãos Thaís Gabriele da Silveira Barbosa, 12 anos, do 6º ano, e Thales Gabriel da Silveira Barbosa, 13 anos, do 8º ano, compartilham o interesse pelas aulas de ciências e marcaram presença na oficina.

“As aulas diferentes, com atividades e experiências, nos ensinam de um jeito divertido, eu gosto. Espero que o meu foguete funcione no dia do lançamento”, disse Thaís.

Para Thales, por meio da Ciência “a gente vê relação entre a natureza e tudo com a nossa vida, nosso dia a dia”. “Quero participar da OBA,  gosto de Ciências e de Matemática e nessas olimpíadas a gente usa bastante o raciocínio lógico”, afirma.

“O bom de estudar na mesma escola dos meus irmãos é que a gente divide os materiais, às vezes sai uma briguinha, mas a gente aprende junto”, completou.

Olimpíada

Os eventos OBA e MOBFOG são abertos à participação de escolas públicas ou privadas, urbanas ou rurais, para alunos do primeiro ano do ensino fundamental até o último ano do ensino médio.

As escolas municipais têm presença de destaque e devem participar também da edição deste ano. Na edição 2020 da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, que aconteceu virtualmente, estudantes da rede conquistaram 129 medalhas, sendo 43 de ouro, 30 de prata e 56 de bronze.

Entre os medalhistas, 24 alunos da rede municipal se classificaram para as pré-seletivas da Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica e para a Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica de 2021, porque alcançaram nota igual ou maior a 9 na prova da 23º OBA de nível 3 para estudantes do último ano do Ensino Fundamental.

A competição tem como principal objetivo incentivar os alunos a estudar disciplinas como Física, Matemática e Geografia, além de despertar o interesse dos jovens pela Ciência e Tecnologia ao abrir portas para o universo da Astronomia prática e teórica. 

Lançamento de foguetes
Emef Dosulina Chaves
Local: campo de futebol próximo à escola Emef Vera Babo, na Avenida Alto do Rio Doce, s/n, Altos de Santana
Data: 21/5 – sexta-feira
Horário: a partir das 14h
*Sujeito a alteração em caso de chuva

 Foto: Adenir Britto/PMSJC

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
0Shares

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close