Abrigos de São José tem restrição de visitas

0 0

Foto: Charles de Moura/PMSJC

São José dos Campos adotou uma série de medidas de prevenção e cuidado nos abrigos da cidade. Essas medidas foram encaminhadas no fim da tarde desta terça-feira (17) às entidades parceiras e estão sendo acompanhadas de perto pelos servidores.

O intuito é minimizar ou evitar a exposição dos grupos considerados de risco e adotar hábitos de higiene seguros dentro das instituições.

População de Rua

Nos abrigos para pessoas em situação de rua, a orientação é o reforço da higienização antes de entrar e sair do abrigo.

Para ensinar a forma correta de lavar as mãos, uma profissional de saúde que trabalha na Secretaria de Apoio Social ao Cidadão foi até o abrigo e demonstrou como fazer na prática, além de capacitar a equipe técnica para que dissemine a informação para todos os atendidos, diariamente.

O compartilhamento de objetos está proibido. Já a refeição será disponibilizada em marmitas, isto para minimizar o manuseio por muitas pessoas.

No caso de pessoas com sintomas, especialmente febre e insuficiência respiratória, a orientação é para que os profissionais disponibilizem a máscara e encaminhem para a unidade de saúde.

Abordagem social

As equipes que atuam na abordagem da população de rua estão adotando a distância de um metro como prevenção, tanto para o profissional como para o abordado. Caso o atendido precise ser levado ao abrigo, as janelas da van devem permanecer abertas, garantindo a ventilação.

Também neste caso, a máscara só deve ser oferecida a pessoas com sintomas, que em seguida serão encaminhadas às unidades de saúde.

Abrigos de bebês, crianças e adolescentes

Para as instituições mantidas pela Prefeitura que abrigam crianças e adolescentes, a orientação foi a suspensão das atividades externas, reforço na limpeza do local e dos brinquedos, assim como instruções sobre a importância e a forma correta de lavar as mãos, tanto para os profissionais, quanto para as os pequenos e jovens.

Até que haja uma nova orientação da Secretaria de Saúde ou do Poder Judiciário, a aproximação com familiares para fortalecimento de vínculos está mantida, porém com cuidados rígidos no que se refere a higienização, assepsia e contato com os atendidos.

Idosos

Nas instituições de longa permanência para idosos, as visitas realizadas por voluntários, pastorais e parentes estão suspensas. Desta forma, o contato com familiares ou qualquer outra pessoa fora da instituição deve ser feita apenas por meios eletrônicos.

Como os idosos integram o grupo de risco, a suspensão do contato presencial é necessária para preservar a saúde dos abrigados.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
0Shares

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close