Reunião pública na Câmara debate agrotóxicos na água e nos alimentos

0 0

As causas e consequências do uso de agrotóxicos nos alimentos foram o tema de uma reunião pública realizada nesta segunda-feira (17) no plenário da Câmara Municipal. O evento também debateu propostas de melhorias na qualidade da água distribuída para consumo no município.

O engenheiro agrônomo Ricardo Novaes mediou o debate, que contou com a participação do defensor público do Estado de São Paulo, Marcelo Novaes, e do oceanólogo e membro do Conselho Municipal de Saneamento, Wilson Cabral.

Eles discutiram um levantamento obtido por meio do sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua), do Ministério da Saúde que apontou a existência de 27 elementos que podem ser considerados tóxicos na rede de abastecimento de água do município. 

O debate abordou ainda a liberação de novas substâncias químicas para uso em lavouras, pelo governo federal.

O evento contou também com a participação popular, de alunos de escolas estaduais e pequenos produtores rurais que deram sugestões e propuseram soluções alternativas ao consumo de alimentos que estariam contaminados por agrotóxicos. 

A reunião pública foi convocada pela vereadora Amélia Naomi (PT). Em 2019, ela apresentou dois projetos de lei a respeito do tema que tramitam na Câmara. O PL 395/19 dispõe sobre a realização de análise para a detecção da presença de agrotóxicos na água destinada ao consumo na cidade. Já PL 423/19 autoriza a prefeitura a instituir política municipal que garanta aos consumidores o acesso a todas as informações referentes ao uso de agrotóxicos no processo de produção dos alimentos comercializados no município. 

Foto: Flávio Pereira/CMSJC

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
0Shares

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close